Atividades Diárias

Depois do conteúdo estudado, 2º ano confecciona um balangandã

  • Data: 13/06/2019

Brincadeiras combinam com sala de aula, sim senhor! Que o diga as professoras e alunos do 2º Ano do Ensino Fundamental do Renô.

Para finalizar o conteúdo de História e Geografia do 1º Trimestre, cujo tema era Brinquedos e Brincadeiras, meninas e meninos confeccionaram em sala de aula, junto com as professoras Carla, Silvana, Sarah e Nisete, um brinquedo bem legal chamado Balangandã. 

“Foi um sucesso total. As crianças se divertiram bastante e valorizaram a sua própria construção”, comentou a professora Nisete.

Brinquedo caseiro, muito interessante e fácil de fazer, o balangandã serve tanto para crianças brincarem como para alegrar uma dinâmica de adultos. E ele tem é história para contar... Vejam só!

Há muito tempo... Na época das avós de nossas avós, as mulheres reuniam-se na boca do rio. Elas sentavam-se em roda para contar estórias. As mais velhas contavam para as mais novas, as mais novas contavam para as mais velhas, e assim iam... Até que o tempo se esvaísse numa imensidão de palavras coloridas. Mas, na roda, sempre havia aquela moça envergonhada, que não queria compartilhar suas histórias. Então, as mais experientes resolveram imaginar uma dinâmica de corpo e, para isso, inventaram um brinquedo que denominaram de balangandã (na época era Barangandão).

O brinquedo inventado era usado para esquentar o corpo, para relaxar... Elas rodavam, rodavam, ondulavam as cinturas e libertavam suas palavras de calor. Surgiam estórias da vida, estórias do sonho, estórias do medo, palavras inventadas. O texto da história do Balangandã foi retirado do site Ecos da Cultura Popular.