Deprecated: Array and string offset access syntax with curly braces is deprecated in /home/reno/public_html/includes/funcoes.php on line 232

Deprecated: Array and string offset access syntax with curly braces is deprecated in /home/reno/public_html/includes/funcoes.php on line 235
Colégio Renovação

Atividades Diárias

Dia Nacional de Conscientização do Autismo: autismo não tem cara!

  • Data: 02/04/2021

Dois de abril é o Dia Nacional de Conscientização do Autismo, uma data que além de proporcionar reflexão, pede também empatia e conhecimento.

E já que estamos falando de conhecimento - e hoje, infelizmente, há enormidade de fake news, mitos e verdades sobre o autismo, vamos listar aqui 5 informações essenciais sobre o autismo - ou TEA (Transtorno do Espectro Autista). A fonte dos dados que vão listar é a médica pediatra e professora na Faculdade de Medicina da USP Ana Escolar.

Não há uma causa definida ou específica para o TEA. Acredita-se ser o resultado de interação entre os genes e o ambiente. 

O diagnóstico precoce é fundamental para o prognóstico. Algumas crianças apresentam sinais antes dos 2 anos de idade. Esta é uma época de ouro para o diagnóstico, pois quanto antes o tratamento é instituído, melhor!

Não há um exame laboratorial ou de imagem específico para o TEA. O diagnóstico é embasado em escalas internacionalmente validadas que devem ser aplicadas por especialistas da área.

Existem comorbidades associadas ao TEA que devem ser identificadas: transtornos de ansiedade, ansiedade de separação, transtorno obsessivo compulsivo (TOC), tiques motores, episódios depressivos e comportamentos auto lesivos, transtornos de déficit de atenção e hiperatividade, deficiência intelectual, déficit de linguagem, alterações sensoriais, doenças genéticas, transtornos gastrointestinais, distúrbios neurológicos como epilepsia e distúrbios do sono e comprometimento motor.

O tratamento do TEA é amplo e deve ser feito por uma equipe multiprofissional. Além do pediatra, podem fazer parte desta equipe, de acordo com as necessidades individuais de cada criança: psicólogo, psiquiatra, neurologista, fonoaudiólogo, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, nutricionista, geneticista, educador físico e pedagogo.

E o mais importante de tudo! O autismo não tem características físicas e nem mesmo o profissional mais gabaritado conseguiria reconhecer um autista por sua mera aparência. Ou seja: autismo não tem cara.